Odin: Valhalla Rising é classificado para 18+ na Coreia do Sul, por conter “violência excessiva”

Publicado em 09/03/2021 - 05h58 por Márlon Vieira

Apresentado pela primeira vez em 2019 pela desenvolvedora Lionheart Studios, Odin Valhalla Rising, conhecido anteriormente como Project Odin, despertou a atenção da comunidade gamer ao apresentar um vídeo teaser de gameplay com um visual impressionante. O mais recente trailer, divulgado pela Kakao Games, também não deixa a desejar incluindo cenas capturadas em tempo real na sua própria engine, no qual podemos conferir o alto qualidade gráfica do game. 

Sofrendo com lag em jogos online?
  • Experimente gratuitamente o ExitLag, programa usado por gamers profissionais, e diminua em até 70% o lag em jogos como Fortnite, Ragnarok, Counter Strike e mais. Não esqueça de utilizar o nosso código "MMORPGBR" para conseguir 20% de desconto. Clique aqui e aproveite!

De acordo com as informações divulgadas anteriormente, desenvolvido no Unreal Engine 4, Odin: Valhalla Rising vai contar com um mundo aberto em grande escala, zonas massivas de PvP, montarias voadoras, e muito mais. O título é situado em um universo baseado na mitologia nórdica, uma temática não tão explorada nos games. Segundo a desenvolvedora, o título é o primeiro jogo para celular a trazer animações capturadas com Scanner 4D e Captura de Movimento, proporcionando uma experiência mais realista e imersiva para os jogadores. 

Recentemente, o Comitê de Classificação e Administração de Jogos da Coreia do Sul (GRAC) classificou Odin: Valhalla Rising para o público 18+, por conta da violência excessiva, muita quantidade de sangue e microtransações. A Kakao Games tem planos de lançar o game na Coreia do Sul ainda na primeira metade deste ano. A publisher também pretende publicar o game em Taiwan. Além disso, o título também deve chegar à América do Norte e Europa após o lançamento em outras regiões.