Procurando um MMORPG bom para jogar no seu “PC da xuxa”? Confira aqui os Melhores MMORPGs para PC Fraco para jogar agora em 2024

Publicado em 09/02/2024 - 06h05 por Yohan Bravo

Apesar de o grupo dos melhores MMORPGs para PC fraco ser “dominado” por jogos que já estão na ativa há muitos anos, quem é fã do gênero ainda consegue encontrar algumas aventuras novas, que realmente merecem atenção e, apesar de serem mais modernas, não exigem PCs muito “parrudos” para serem aproveitadas. E, claro, os clássicos do gênero ainda estão à disposição para aqueles que preferem experiências “à moda antiga”. Enfim, o fato é que há muitos MMORPGs de qualidade, que apresentam construções gráficas modestas e podem ser curtidos sem exigir muito das máquinas de jogo. Nesse caso, ressalto que separei aqui algumas das melhores opções que os players têm à disposição atualmente… bora conferir?

Melhores MMORPGs para PC Fraco (2024)

1. AdventureQuest 3D

Para abrir esta seleção com os melhores MMORPGs para PC fraco, temos AdventureQuest 3D (2016). Esse jogo surgiu para transportar as ideias do clássico game de 2002 para um mundo 3D, mas suas construções gráficas não são tão detalhadas, o que o torna uma opção muito leve. O jogo já está na ativa há alguns anos, mas continua sendo muito bem cuidado pelos devs e oferece um “pacote completo” para os fãs do gênero. Aliás, os eventos e o mundo em constante evolução são sempre grandes destaques, pois são esses aspectos que acabam fazendo o game permanecer com um “ar de novidade”. Portanto, se você deseja embarcar em uma jornada movimentada e cheia de atrativos, essa é uma opção que merece um olhar mais atento.

2. AIKA Global

O AIKA original foi lançado em 2009 e fez muito sucesso por um bom tempo, até ser encerrado. Porém, no fim de 2023, os devs da CBM Interactive resolveram reviver o projeto. O game foi relançado com uma boa série de novidades e muitas melhorias, mas os requisitos mínimos para quem deseja aproveitar a experiência não ficaram muito acima do esperado e não exigem máquinas muito poderosas. De qualquer forma, o fato é que esse jogo ainda tem um charme especial e consegue garantir batalhas de grandes proporções. O game tem diversas classes interessantes e algumas funcionalidades que garantem uma jogatina bem dinâmica. Em outras palavras, podemos dizer que essa é uma aventura que ainda merece a atenção daqueles que são fãs dos MMORPGs “das antigas”.

3. Bloodstone Online: The Ancient Curse

Ostentando construções gráficas que remetem ao lendário Tibia, Bloodstone Online: The Ancient Curse (2019) é um game brasileiro que tem um “ar retrô” à altura daquilo que os veteranos do gênero esperam, mas não deixa de adicionar algumas ideias modernas à experiência. O jogo conta com um sistema de classes múltiplas que garante a criação de builds únicas e seu mundo é cheio de surpresas, com destaque para alguns chefões desafiadores. Vale ressaltar também que o PVP do MMORPG é bem intenso e as batalhas sempre conseguem agradar aos jogadores mais competitivos. Por fim, temos um sistema de criação de itens muito interessante e sistemas secundários que conseguem manter os aventureiros devidamente engajados. Em suma, esse é um MMORPG que segue as premissas básicas do gênero e as executa com muita eficiência.

4. DC Universe Online

DC Universe Online (2011) não é tão leve quanto os outros games que eu citei até agora, mas seus requisitos mínimos não deverão ser um grande desafio para a maioria das máquinas que estão em funcionamento hoje em dia. E, claro, esse é um game que merece atenção, já que ele explora o universo da DC Comics com propriedade e nos dá a chance de tomar parte da batalha entre heróis e vilões icônicos. O game apresenta mecânicas muito interessantes e os pacotes de conteúdo liberados ao longo dos anos já expandiram a narrativa e as opções de entretenimento de uma forma considerável. Assim, quem decide apostar nesse jogo hoje em dia se depara com muitas missões, desafios e conflitos épicos. Ótima opção!

5. Dungeons & Dragons Online

Representando a lendária franquia de RPGs de mesa com propriedade, Dungeons & Dragons Online (2006) é um título que merece a atenção daqueles que estão de olho nos melhores MMORPGs para PC fraco. Em síntese, esse jogo tem requisitos mínimos bem aceitáveis e oferece um conjunto de atrativos capaz de prender a atenção de qualquer jogador. Para começar, temos um mundo fantasioso totalmente inspirado no D&D original. Com esse belo plano de fundo, temos a chance de encarar grandes desafios, batalhas de proporções colossais e storylines muito bem construídas. Detalhe: o jogo já está perto de completar 20 anos em atividade, mas os devs estão trabalhando para mantê-lo atrativo e já até anunciaram uma expansão para este ano. Não deixe de conferir.

6. Eldevin

Eldevin (2013) nasceu como um MMORPG de navegador, mas hoje já tem um cliente para PC e pode até ser encontrado em meio às “prateleiras virtuais” da Steam. Esse jogo não é muito badalado, mas segue os padrões do gênero à risca e oferece uma experiência capaz de prender a atenção de jogadores dos mais diversos estilos, sem contar que suas construções gráficas, apesar de serem leves, são bem bonitas. Além do mais, o título oferece muitas quests, um grande mundo, árvores de talento que garantem a criação de builds bem diversificadas, conteúdo PVP, um sistema que não prende os jogadores a classes específicas e muito mais. De modo geral, esse é um MMORPG “basicão” que cumpre a sua missão de forma honesta e divertida.

7. Kaion Tale

Kaion Tale (2020) é um daqueles jogos que só conseguem prender a atenção dos jogadores que não ligam muito para os gráficos dos jogos. Afinal, esse game tem construções em pixel art bem simples e pode acabar afastando certos aventureiros. No entanto, quem decide experimentar o game por algum tempo logo percebe que ele conta com um conjunto de mecânicas atrativas e garante batalhas bem movimentadas. O jogo aposta em um sistema de facções para incitar os conflitos entre os players e ainda garante a diversão com alguns adicionais importantes, como o sistema de profissões, os encantamentos e as mecânicas de comércio. E o mais interessante é que a aventura pode ser aproveitada com computadores bem modestos. Logo, se a sua máquina de jogo não “aguenta o tranco”, essa é uma boa pedida.

8. Kakele Online

Voltando a falar sobre games brasileiros, temos aqui o divertido Kakele Online (2020). Esse é mais um título que pode afastar aqueles que têm preconceito com gráficos muito básicos, mas é inegável que a experiência é bem envolvente e acessível. O jogo tem uma grande quantidade de conteúdo e garante boas disputas para aqueles que curtem um bom PVP, sem deixar de lado os jogadores que preferem uma aventura PVE. A quantidade de itens é enorme, os pets são úteis e divertidos, as vocações (classes) fazem o gameplay ficar bem variado e as dungeons são bem desafiadoras. No fim das contas, o título se apresenta como uma opção que respeita as premissas básicas do gênero e explora as ideias dos principais ícones do gênero, sem deixar de ter uma identidade própria. Excelente!

9. Meridian 59

Falemos agora do primeiro MMORPG 3D da história. Sim, Meridian 59 (1996) é uma lenda do mundo dos games e pode ser experimentado até hoje. Como não poderia deixar de ser, seus gráficos correspondem ao que era criado na década de 1990 e não exigem muito dos computadores, mas o jogo tem alguns “pontos de atração” e merece pelo menos um “test-drive”. É bom destacar que os devs ainda estão liberando atualizações para o jogo de tempos em tempos e o PVP consegue garantir momentos de muita diversão. Sendo assim, podemos dizer que essa é uma aventura indicada para aqueles que realmente curtem experiências retrô ou para aqueles cujos PCs são incapazes de rodar jogos mais modernos. De todo modo, esse clássico é muito importante para o mundo dos games e merece respeito.

10. Metin 2

Metin 2 (2004) é aquele tipo de jogo que remete à época em que os MMORPGs eram uma grande febre. O game nunca chegou a ser o maior destaque do gênero, mas conseguiu atrair a atenção de um grupo de fãs muito fiel. Não à toa, até hoje a aventura pode ser experimentada e diversos updates continuam sendo liberados. Esse jogo merece elogios por contar uma história bem interessante e apresentar um mundo com uma pegada oriental fantasiosa. Cabe ressaltar que o ritmo dos combates não é intenso quanto o dos jogos mais recentes, mas dá para aproveitar as batalhas numa boa. E o legal é que as construções gráficas são até bem interessantes, se considerarmos que o jogo roda em praticamente todas as máquinas com configurações básicas da atualidade.

11. Neverwinter

Outro game que não é tão leve quanto os que eu já citei nesta seleção, mas não chega a ser exigente de verdade, é o ótimo Neverwinter (2013). Nessa aventura, podemos explorar um mundo fantasioso inspirado no clássico D&D e isso já é um grande chamariz. Ainda assim, a experiência também merece elogios por seus combates movimentados e pela forma como a sensação de estarmos jogando um RPG de mesa se torna palpável. É sempre bom destacar que o game ainda está recebendo updates, mas as novidades não chegam com tanta frequência quanto em outros tempos. Felizmente, quando os pacotes de conteúdo são liberados, eles sempre conseguem aumentar o apelo da aventura. Portanto, se você deseja curtir uma aventura medieval envolvente, essa é a alternativa perfeita.

12. Old School RuneScape

Por ser a “versão classic” de um dos maiores MMORPGs de todos os tempos, Old School RuneScape (2013) não poderia ficar de fora desta seleção. O jogo surgiu para promover um “retorno às raízes” do RuneScape original, mas já funciona hoje como um título diferente, com seus próprios conjuntos de atrativos e algumas mecânicas exclusivas. E no que diz respeito ao gameplay, temos tudo aquilo que define o gênero sendo explorado em mundo fantasioso que não para de nos surpreender. Lembrando que o título continua sendo muito bem cuidado pelos devs e algumas das decisões mais importantes sempre levam a opinião dos jogadores em consideração, o que quer dizer que a jogatina é realmente comandada pela comunidade engajada que continua se dedicando a essa aventura clássica.

13. Priston Tale

Entrando na segunda metade desta seleção com os melhores MMORPGs para PC fraco, temos o clássico Priston Tale (2001). O jogo foi um dos primeiros títulos coreanos (do gênero) a brilhar em outros países e ainda hoje é jogado por muita gente. Aqui no Brasil, por exemplo, temos uma comunidade que não é tão grande quanto já foi, mas é muito fiel e continua movimentando alguns servidores. Como você já deve ter imaginado (por se tratar de um game com mais de 20 anos), os gráficos não são nem um pouco pesados e até envelheceram bem, especialmente se fizermos uma comparação com outros games da época. Assim sendo, podemos dizer que essa é uma aventura que não pode ficar de fora da sua lista de jogos a experimentar.

14. Ragnarok Online

Outra lenda que continua muito forte aqui no Brasil é Ragnarok Online (2002). Para quem não se lembra, esse foi o primeiro MMORPG a receber uma tradução para o nosso idioma, o que acabou fazendo a aventura ganhar um lugar especial nos corações de muitos jogadores. E como os gráficos são muito estilosos, mas não exigem muito das máquinas de jogo, a aventura sempre foi muito acessível. Hoje em dia, por exemplo, qualquer PC básico já garante uma experiência de alto nível, sem fazer muito esforço. Devido a isso, acho válido dizer que esse grande clássico é uma das melhores opções “das antigas” que continuam firmes e fortes. Como bônus, temos uma comunidade brasileira que continua muito engajada e motivando os devs a continuarem liberando novidades.

15. Ravendawn Online

Apesar de os criadores do ótimo Ravendawn Online (2024) já terem declarado que não gostam muito de ver seu projeto sendo chamado de “Tibia 2.0”, a verdade é que esse rótulo cai “como uma luva” no game. Com isso, a gente nem precisa pensar muito para saber que o jogo tem gráficos menos exigentes e pode rodar tranquilamente em máquinas mais modestas. Mesmo assim, o design tem um alto nível de detalhamento e o jogo consegue prender a atenção dos players de duas formas: promovendo uma sensação nostálgica e garantindo o acesso a mecânicas de jogo modernas e muito criativas. Então, podemos dizer que esse MMORPG tem um belo conjunto de atrativos e ainda leva vantagem por ter sido lançado há pouco tempo, o que quer dizer que seu mundo está bem movimentado.

16. RPG MO

Quando vemos que um jogo já está no regime Early Access há muito tempo, a gente fica com receio de investir nele, o que é normal. Porém, existem alguns games que estão há muito tempo em acesso antecipado, mas continuam recebendo novidades. E esse é o caso do diferenciado RPG MO (2015), que apresenta construções gráficas com um “ar retrô” e uma pegada mais voltada para o lado dos RPGs táticos. O game tem mapas cheios de surpresas e suas mecânicas garantem boas horas de diversão, com direito a algumas opções de construção e modos de jogo bem diversificados. Sim, é verdade que o ritmo do jogo é bem lento e isso afasta certos jogadores, mas quem já tem um histórico com uma jogatina mais estratégica costuma curtir essa alternativa.

17. Star Wars The Old Republic

Carregando todo o peso de representar uma franquia com fãs muito exigentes, Star Wars The Old Republic (2011) não desaponta em nenhum aspecto e há até um remake sendo preparado (as últimas notícias indicaram que o projeto continua em desenvolvimento, mas evoluindo de forma bem lenta). De qualquer maneira, essa aventura clássica continua merecendo atenção e seu lugar nesta lista com os melhores MMORPGs para PC fraco está mais do que assegurado. O jogo dá aos players a oportunidade de embarcar em uma jornada que tem um dos maiores universos fictícios da indústria do entretenimento como plano de fundo e apresenta belas histórias e mecânicas excelentes. Com toda a certeza, essa é uma daquelas opções que todos os fãs de MMORPGs devem experimentar pelo menos uma vez na vida.

18. stein.world

Apresentando construções gráficas que parecem ter sido criadas com o famoso RPG Maker, stein.world (2019) não é tão velho quanto seu visual sugere e isso fica ainda mais evidente quando decidimos dar uma chance ao game e conferir suas mecânicas e ideias modernas. Melhor ainda, o título apresenta essa pegada mais “moderninha”, mas não deixa de fazer as devidas reverências aos clássicos, o que acaba atribuindo à experiência a aquele ar de familiaridade que nos faz sentir como se a gente já jogasse o jogo há muitos anos. Cabe destacar que o jogo ainda apresenta muitas quests, belas dungeons, uma grande quantidade de profissões e combinações de equipamentos quase infinitas. Realmente, esse é um jogo que vai muito além das aparências e tem potencial para surpreender qualquer um.

19. The Lord of the Rings Online

Falando novamente sobre um game que carrega o peso de representar uma franquia lendária, temos aqui o clássico The Lord of the Rings Online (2007). O MMORPG passou por muitas mudanças ao longo dos anos e os devs já deixaram claro que estão se preparando para lançar alguns upgrades, mas não parece que os requisitos mínimos para curtir a aventura vão aumentar tanto assim. Logicamente, como estamos falando de um jogo que faz uso do universo criado por J.R.R. Tolkien, nem é preciso pensar muito para saber que não faltam elementos fantásticos para prender a nossa atenção. Aliás, poucas obras literárias são tão perfeitas para serem adaptadas para o gênero e os criadores desse ótimo game fizeram (e continuam fazendo) um belo trabalho.

20. Tibia

Citado por muitos como um dos MMORPGs mais influentes de todos os tempos, Tibia (1997) já passou por diversas fases e fez muito mais sucesso no passado. Contudo, seus números ainda conseguem surpreender e, de uns tempos para cá, os devs vêm registrando novos recordes, em termos de receitas, o que quer dizer que a galera gamer curte tanto a experiência que chega a investir pesado nela. É importante lembrar que o jogo recebeu efeitos sonoros não faz muito tempo e que o player com o maior nível em todo o mundo é um brasileiro. De fato, os brasileiros são muito ativos no game e esse é apenas mais um dos muitos motivos que levam esse jogo a continuar sendo uma bela opção. Lenda!

21. Ultima Online

Junto com o clássico Tibia, Ultima Online (1997) divide o “cargo” de maior precursor dos MMORPGs e também é um dos poucos jogos que nasceram na década de 1990 e continuam vivos. Curiosamente, o jogo não faz tanto sucesso quanto Tibia faz atualmente, mas seus atrativos permanecem os mesmos e as atualizações continuam chegando, apesar de as liberações não serem mais tão frequentes. E como o game ainda ostenta o visual que o ajudou a entrar para a história (com poucas melhorias) não é preciso ter um PC “monstro” para rodá-lo. Na verdade, qualquer PC básico de hoje em dia já “dá conta do recado” e isso quer dizer que o game merece um lugar especial nesta seleção com os melhores MMORPGs para PC fraco.

22. Wakfu & Dofus

Wakfu (2012) foi lançado um bom tempo após o lendário Dofus (2004), mas os dois jogos são bem leves e acessíveis. Além disso, ambos seguem o mesmo estilo visual e se encaixam no grupo dos RPGs mais táticos, posicionando-se como belas opções para os fãs dos lendários Tactics Ogre e Final Fantasy Tactics. E como essas aventuras continuam recebendo novidades, elas ainda contam com comunidades bem ativas. E um detalhe que merece ser ressaltado é: recentemente, os criadores desses dois clássicos liberaram um terceiro jogo (Waven) com ideias semelhantes, que não chega a ser tão exigente como a gente poderia esperar de uma opção moderna. Por isso, temos aqui três opções que fazem parte do mesmo universo e merecem a sua total atenção.

23. Warspear Online

Com uma “cara de jogo de Super Nintendo”, Warspear Online (2008) é um daqueles MMORPGs que não ficam no topo do ranking dos mais populares, mas contam com fãs fiéis e engajados, que não perdem as oportunidades de fazer o login na aventura e curtir belas atividades. O game também merece elogios por oferecer um PVP bem divertido, com direito a batalhas que colocam diversos players em um profundo clima de rivalidade. E essa rivalidade fica ainda mais acentuada, pois temos duas facções e quatro raças que não se dão bem de forma alguma. Para arrematar, a experiência ainda é marcada por belas histórias, muitas quests e uma liberdade enorme para os players criarem builds únicas. Sem dúvidas, esse é um game digno de nota.

24. Wyd

Fechando esta seleção com os melhores MMORPGs para PC fraco, temos o clássico With Your Destiny, que ficou mais conhecido como Wyd (2003). Muita gente sequer sabe que o jogo continua vivo e a verdade é que há uma versão inteiramente dedicada aos players daqui do Brasil. Isto é, temos um servidor oficial, que continua ativo e recebendo novidades de tempos em tempos, com direito a eventos que movimentam a comunidade que ainda se dedica à aventura. Com base nessa informação, acho justo fazer esta menção honrosa ao game, pois ele teve a sua fase de ouro no início do século e continua resistindo ao teste do tempo. Além do mais, se você tem um PC bem modesto, talvez as exigências dessa opção não sejam tão “agressivas” para você. Vale a pena dar uma olhada.

Confira também:

Alerta de oferta! Notebook Militar da Asus
  • Notebook Gamer Asus Tuf Gaming F15 com um poderoso processador Intel Core i7, 16GB de RAM e placa de vídeo RTX 3050, por apenas R$ 6.499 à vista no pix. Esta é uma redução significativa em relação ao preço anterior de R$ 7.999, garantindo um excelente custo-benefício para gamers. Não perca tempo, pois essa oferta é por tempo limitado e os estoques podem acabar rapidamente. Além disso, a entrega é gratuita para assinantes do Amazon Prime. Acesse agora e garanta o seu!

Fique por dentro das novidades! Siga a MMORPGBR no Google News e não perca nada. Clique para ficar atualizado!"

Leave A Response