Sony é alvo de ação judicial motivada por uma suposta discriminação de gênero contra ex-funcionária

Publicado em 24/11/2021 - 08h08 por Yohan Bravo

No mês de julho, a Activision Blizzard se tornou notícia em todo o mundo, por conta de uma ação judicial motivada por casos de assédio, abusos e discriminação no ambiente de trabalho. A polêmica história tem gerado muita discussão e até mesmo alguns representantes de grandes empresas da indústria dos games apresentaram opiniões sobre o assunto. E agora, parece que outra empresa de grande porte, a Sony, também está sendo acusada de discriminação de gênero dentro do seu ambiente de trabalho… vamos entender melhor essa história?

Jogue gratuitamente Splitgate?
  • Splitgate: Arena Warfare é um jogo de tiro multijogador acelerado que usa portais controlados pelo jogador para criar uma nova dimensão de combate na arena. Splitgate foi descrito como “Halo encontra Portal”. Ele foi desenvolvido e publicado pelo estúdio independente 1047 Games e está no Early Access no Steam desde 2019.. Clique aqui e jogue!

De acordo com uma publicação que foi liberada no site Axios, a ex-funcionária Emma Majo entrou com uma ação contra a Sony (marca PlayStation), alegando ter sido discriminada por ser mulher. Nos documentos, a ex-analista de sistemas da empresa menciona que há uma grande disparidade de salários entre homens e mulheres no ambiente da gigante da indústria e que diversas promoções são negadas para as funcionárias. Além disso, Majo afirmou que, durante o período em que foi funcionária, jamais recebeu uma promoção e que alguns supervisores se recusavam a falar com as funcionárias mulheres, se reportando apenas para outros homens.

Para completar, parece que a ex-funcionária também foi demitida de forma ilegal, logo após ter enviado um relatório para a gerência da Sony, falando sobre as situações que configuravam a discriminação no ambiente da empresa. Até o momento, a empresa não emitiu qualquer tipo de comunicado para falar sobre o assunto. De qualquer forma, é bom a gente se lembrar que, assim que as acusações contra a Activision Blizzard começaram a repercutir, Jim Ryan, CEO da Sony, chegou a dizer que a gestão da referida empresa não abordou as questões da forma correta, ou seja, se as acusações forem verdadeiras, o executivo e seus subordinados falharam da mesma forma. Vale a pena a gente ficar de olho nos desfechos dessa história.


Conheça Crossout, o MMO de ação veicular que lembra Mad Mad:
  • Crossout é o mais recente projeto da fama Targem Games e Gaijin Entertainment of War Thunder. O jogo se passa em um mundo pós-apocalíptico após o golpe duplo de uma invasão alienígena e um projeto de teste genético que deu errado. Os jogadores resgatam, compram e trocam peças e personalizam suas máquinas de guerra exclusivas para ajudá-los a sobreviver no ambiente hostil. Crossout parece uma combinação incrível de Mad Max e BattleBots. Clique aqui para começar a jogar gratuitamente!