Jogador de Runescape prejudica a família ao gastar US$ 61 Mil em microtransações

Publicado em 20/09/2019 - 11h03 por Yohan Bravo

Não é de hoje que a questão das microtransações e das loot boxes nos jogos te incitado muitas discussões calorosas. Em alguns países, muitos projetos de lei já foram criados para tentar equiparar essas transações aos chamados “jogos de azar”. Quem já tentou gastar dinheiro nessas transações sabe o quanto elas podem ser “viciantes” e é nesse aspecto que os críticos se agarram.

Bem, o fato é que, durante uma discussão no Parlamento Britânico, uma dos parlamentares resolveu intensificar o discurso contra as microtransações e loot boxes. Segundo ele, essas práticas podem se tornar um vício. Aliás, ele chegou a dar um exemplo surpreendente…

Em seu discurso ele se referiu a um “membro do público cujo filho adulto acumulou dívidas consideráveis, que supostamente ultrapassam 50.000 libras (61.087 dólares), através de gastos em microtransações no jogo online da empresa britânica Jagex RuneScape“. Ele complementou dizendo que esses gastos assustadores acabaram prejudicando a saúde financeira do jogador e de sua família.

Resumindo, o debate continua intenso. Certamente, histórias como essas acabam sendo muito favoráveis aos argumentos contrários às microtransações… enfim, será que essas práticas estão com seus dias contados?

Dica: