Reportagem afirma que o CEO da Activision Blizzard pensou em comprar sites para controlar notícias sobre a empresa

Publicado em 20/01/2022 - 14h15 por Yohan Bravo

Nesta semana, conforme eu destaquei aqui no MMORPGBR, a Microsoft confirmou que deu início ao processo de aquisição da Activision Blizzard (em uma negociação avaliada em quase $70 bilhões). Como não poderia deixar de ser, o assunto tem tomado conta dos feeds de notícias da mídia especializada e gerado muitas discussões. E foi justamente em uma reportagem relacionada a essa grande movimentação que mais uma suposta ação polêmica do CEO Bob Kotick foi revelada… vamos conferir as informações?

Enfrentando lag pesado em jogos online?
  • Experimente gratuitamente o ExitLag, programa criado especificamente para reduzir o lag e melhorar a conexão em jogos online. Aproveite a promoção e garanta 20% de desconto com o Cupom: MMORPGBR ao contratar quaisquer um dos planos. Clique aqui e experimente!

Conforme eu destaquei, a mídia tem comentado muito sobre a aquisição da Activision Blizzard, por parte da Microsoft. Em uma reportagem liberada pelo Wall Street Journal, por exemplo, tivemos acesso a diversas “informações dos bastidores”, indicando como a negociação começou e algumas ações realizadas por Bob Kotick. Nesse sentido, um trecho da publicação chamou a atenção por afirmar que o CEO da gigante dos games chegou a considerar a compra de grandes sites (Kotaku e PC Gamer), com vistas a controlar as notícias relacionadas à empresa, alterar os fatos e diminuir a negatividade inerente aos casos de assédio, abusos e discriminação que vieram à tona no ano passado.

Segundo a publicação, fontes que têm contato próximo com o executivo confirmaram a história, apesar de um representante da Activision Blizzard ter negado tudo e as donas dos sites citados terem preferido não fazer comentários sobre o assunto. Enfim, temos aqui mais um caso que serve para aumentar ainda mais a aversão do público geral em relação ao CEO Bob Kotick, que nunca chegou a ser amado pela galera gamer. É bom destacar que até a conclusão do processo de compra iniciado pela Microsoft, o executivo deverá continuar no cargo e essa notícia também não foi muito bem recebida, já que todos queriam vê-lo longe da empresa.


Oferta imperdível!!