Blizzard responde críticas furiosas feitas após anúncio de “Diablo: Immortal”

Publicado em 05/11/2018 - 20h22 por Márlon Vieira

A Blizzard veio a público responder a uma série de críticas pesadas feitas após o anúncio de “Diablo: Immortal, primeiro jogo mobile da franquia. Um fato marcante é que o trailer do game divulgado esta semana teve mais de 3 milhões de visualizações e apenas 16 mil curtidas, já as descurtidas passam de 400 mil.

As críticas partem de fãs que desejavam ver o anúncio de um “Diablo 4” ou novos conteúdos para “Diablo 3”, ao invés da Blizzard estar “investindo tempo e recursos em um jogo mobile estúpido”, diz um dos posts no Reddit.

Outra crítica é que “Diablo: Immortal” será desenvolvido em parceria com a NetEase, uma produtora no qual os players consideram adotar práticas PaytoWin em seus jogos.

Em entrevista ao Kotaku, Allen Adham, co-fundador da Blizzard, disse que o estúdio esperava algumas críticas, mas “não a esse nível”. Ele disse que a franquia Diablo continua sendo um dos principais focos da empresa. “Sabemos que nosso público aqui é apaixonadamente focado no PC e consoles”, disse Adham.

“Também já vimos isso antes. Vimos uma resposta semelhante quando anunciamos que estávamos levando Diablo para os consoles e vimos uma resposta semelhante ao anúncio da Hearthstone“.

“Eles amam o que amam e querem o que querem”, continuou ele. “Essa paixão, na verdade, é o que nos motiva e também sentimos isso. É por isso que fazemos jogos e por que temos feitos jogos há quase três décadas e pelo qual nossa comunidade é tão apaixonada por nossas franquias. Eu entendo o sentimento deles e gostaria que pudéssemos compartilhar mais sobre todas as coisas incríveis que estamos fazendo, não apenas com a franquia Diablo, mas em toda a empresa. ”

“Eu conheço nossa comunidade aqui, há uma preocupação de que estamos focados nisso em vez disso”, disse ele. “A verdade é que temos várias equipes de Diablo trabalhando em vários projetos não anunciados de Diablo, até mesmo depois de anunciar Immortal.”

Sobre as acusações que “Diablo Immortal” se trata apenas de um reskin de outros jogos, Adham disse que as acusações não procedem e que o título está sendo desenvolvido do zero

Fonte: Kotaku Via: GameInformer

Leia mais sobre: