Alguns Venezuelanos estão farmando gold em “Tibia” e “Runescape” para Sobreviver

Publicado em 05/12/2017 - 18h14 por Redação

Com a situação cada vez mais difícil devido a problemas econômicos e políticos na Venezuela, o qual o governo tem como fundamento a total intervenção do estado na economia, o que acarretou na hiper-inflação da moeda local, vários profissionais venezuelanos estão apostando nos MMORPGs a oportunidade de fazer um pouco de dinheiro para sobreviver à crise, uma vez que seus salários e economias foram extremamente desvalorizados.

Para ter uma ideia, em 4 de dezembro, para comprar $1 dólar, um venezuelano deveria gastar 108,279 bolívares no mercado negro. Com essa realidade, alguns profissionais estão farmando gold em média 11 horas por dia nas lan-houses em jogos old-school com comunidades sólidas como “Tibia” e “Runescape”, por não necessitarem de uma máquina robusta nem de uma internet tão boa. A internet na Venezuela é pior que a da Síria. Além disso, jogos recentes em sua grande maioria possuem seus próprios sistemas de venda de gold.

Enegebe Sención, 30, ex-programador, disse ao Bloomberg: “É vergonhoso. Eu nunca pensei que uma moeda de jogo fosse ser mais valiosa que nossa moeda”.

Efrain Peña joga Tibia em uma lan-house em Caracas em 28 de novembro de, 2017. PHOTOGRAPHER: WIL RIERA/BLOOMBERG

 

Não quer perder nenhuma notícia sobre MMOs? Então curta nossa página no Facebook.

Leia mais sobre: